sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Até sempre Trisavô das Marias!

Acho que ninguém esta preparado para ouvir de alguém que amamos que quer morrer, mesmo já tendo mais de 100 anos, mas será que a vida tem um prazo de validade?
O meu bisavô faz-me pensar nisto todos os dias.
Hoje chegou o dia dele...

Hoje o trisavô das Marias faleceu, tinha 104 aninhos. Apesar de hoje ser um dia triste para nós, para ele, esteja ele onde estiver, está feliz e em paz. Queria morrer, já não queria mais viver, verbalizava isto várias vezes, eu até dizia num tom de ironia e brincadeira "a morte já se esqueceu de ti avô" ou "não podes pedir tanto para morrer que assim a morte não chega". 
Era algo que nos incomodava bastante,  mas fazia-me pensar muito. Logo a mim que adoro a vida e viver. Como é que alguém pode dizer que não quer mais cá estar??? Custava-me ele dizer isso mas tínhamos de respeitar ... apesar de ele estar bem em termos cognitivos,  na parte funcional estava bastante limitado, já tinha perdido uma grande filha, a minha avó (que tanta falta nos faz e tanta saudade dela),  tinha a mulher ao lado (82 anos de casamento de muitas birras, discussões, mas de muito amor também), tinha a minha tia a cuidar 24h deles com todo o carinho e amor do mundo e tinha o amor e as visitas dos netos, bisnetos e trisnetas. Mas estava cansado de estar cá, por isso hoje estou feliz por ele, pela vida que viveu e por tudo o que nos deu. 
Tive a sorte de o ter na minha vida, de ter um bisavó que vivesse tanto e das minhas filhas o conhecerem. 

Apesar da minha avó (enquanto era viva) e da minha outra tia ajudarem, a grande Cuidadora foi e é a minha Tia Iria. Hoje o nosso agradecimento é para ela, para a pessoa maravilhosa que o é. Sabes tia, nós que somos da área da saúde, sabemos bem o que é sermos cuidadores e reconhecemos tanto o trabalho dos cuidadores. Só para quem tem um grande coração cheio de amor, alguém que tenha a capacidade de dar, de ajudar, de pôr a sua vida para trás em prol do outro, pode cuidar de alguém... tu és tudo isto. O bisavó teve tanta sorte de ter tido uma filha como tu, ele vai estar sempre a olhar para ti, acredito que no seu coração tenhas um lugar muito especial. 
A todos os cuidadores e cuidadoras o nosso maior louvor. 

As Marias ainda têm a Trisavô que agora quando olhar para o lado já não vai ver o seu grande amor. Vamos a caminho para lhe dar muitos miminhos. 

Há uns anos escrevemos um texto sobre eles, chama-se Janelas, onde escrevi isto, e hoje é um dia para o relembrar: 

"A vida ensinou-me a Amar os idosos como se amam crianças. Nem sempre se consegue sentir isso, nem sempre é fácil lidar com o fim, é sempre mais fácil lidar com o inicio. Nem sempre é fácil olhar para as pessoas que nos acompanharam uma vida inteira e vê-las a fugir, vê-las a perderem-se entre as memorias, a perderem a autonomia…é tão difícil chegar a “velho hoje em dia”, é tão difícil cuidar de quem cuida…e aqui vai um super beijinho para a minha tia que cuida dos meus bisavós todos os dias.  
Olho para o meu pai, para a minha eterna avó e vejo sempre o meu bisavô, tão parecidos, é bom quando deixamos um bocadinho de nós nos outros. 
Obrigado bisavô do meu coração pelo teu amor, pela tua alegria quando me vês, e por todas as tuas palavras quando viste as Marias pela primeira vez. Obrigado por teres a família que tens e que me orgulho tanto de pertencer."

Agora a Janela vai ficar mais fechada mas de certeza que permanecerá sempre nas nossa vidas.




O Blog Nós e as Marias também está no 

1 comentário:

  1. :) tb tenho essa felicidade! o trisavo da minha filha fez este ano 100 anos.. tb tem a sorte d ter filhas espectaculares e ele tb pede... quando o dia dele chegar tb ficarei tranquila... sei q ele estara feliz ;) . sinto m agradecida por ter estado presente tanto tempo na minha vida...

    ResponderEliminar